Os 18 pontos mais importantes do Mary Meeker’s 2018 – pra você não precisar ler os 294 slides

Compartilhe:
RSS
Facebook
LinkedIn
Instagram
Twitter
Follow by Email

De todos os relatórios da Mary Meeker que vi até hoje, este talvez seja o que contém mais informações gerais sobre sociedade global e economia. Sinal de como os mundos digital e físico estão cada vez mais interligados, com o digital influenciando praticamente cada ponto da vida. Me chama a atenção neste sentido, que o relatório não fale da correlação do digital e da política. De todas as formas, continua sendo o relatório sobre internet mais importante e mais esperado todos os anos.

A seguir, os 18 pontos que me pareceram mais importantes, com meus resumos e comentários.

1. VENDA DE SMARTPHONE PARA DE CRESCER – CHEGAMOS AO LIMITE?

O crescimento das vendas globais de novos smartphones praticamente zerou. Ainda são vendidos quase 1.5 bilhão de celulares todos os anos, mas pode significar que não temos mais novos entrantes e que o restante da população que ainda não usa smartphones, não está vindo organicamente.

2. 50% DA POPULAÇÃO MUNDIAL ESTÁ ONLINE

50% da população está online e 36% em redes sociais. Pra muita gente, rede social é a Internet.

3. EXPLOSÃO DO USO DE WIFI

A adoção de WiFi cresce a ritmo muito forte. Sistemas de WiFi mais simples, antenas instaladas pelas cidades, roteadores que já vem com os modems de acesso e uma era em que todos os dispositivos vem equipados para usar WiFi.

4. O DOMÍNIO DOS MENSAGEIROS INSTATÂNEOS

Os mensageiros estão substituindo com velocidade impressionante todas as outras formas de comunicação (voz, email, redes sociais). E pra quem não entende porque o Facebook tem dois mensageiros concorrentes, praticamente idênticos (WhatsApp e Facebook Messenger), veja como estão próximos em número de usuários pelo mundo.

5. A ERA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL POR VOZ CHEGOU

Todo mundo que viu a demonstração do Google Duplex (link) ficou abismado com a naturalidade do sistema de voz, inteligência artificial e machine learning. Em 2017 estes sistemas chegaram ao mesmo nível de entendimento dos humanos e devem ser a mudança mais importante na tecnologia dos próximos anos. E na mesma linha, os dispositivos de assistente de voz decolam em número de vendas.

6. INVESTIR EM TECNOLOGIA DÁ RESULTADO

O investimento em empresas de tecnologia volta a patamares próximos da bolha de 2000, mas o valor de mercado nas bolsas nunca foi tão alto. Diferente do começo do século, o resultado agora é sólido, consistente, com base de centenas de milhões de usuários e de empresas superavitárias. Tendência que não deve se reverter dado o incremento do investimento em inovação destas empresas.

7. OS DOIS GIGANTES DA INTERNET AGORA SÃO TRÊS.

Costumávamos dividir o mundo entre dois gigantes: Google e Facebook. Mas um terceiro gigante se mostra cada dia mais forte: Amazon. Não só por apostar em diferentes frentes, mas principalmente pela relevância que já tem para os clientes dos EUA. Veja por exemplo onde as pessoas começam a pesquisar quando querem comprar um produto? Não só isso. A Amazon entrega os resultados de busca e vende os produtos de sua base. Quando os usuários pesquisam no Google, por exemplo, quem vende é um terceiro e Google não ganha nada além do valor do anúncio. Dá pra perceber para onde as coisas estão indo?

8. OS GIGANTES COLIDEM, OU SE MISTURAM

Mas os mundos dos gigantes se aproximam. Google entrando no mundo do varejo e Amazon entrando no mundo da busca. E o Facebook entrando forte nas recomendações para ecommerce.

9. MÍDIA DE PERFORMANCE ABRE ESPAÇO PARA A CONQUISTA DO CLIENTE

Na medida em que o custo de aquisição de clientes (CAC) sobe, outras métricas entram em campo para complementar a mídia de perfomance. O aumento no reconhecimento de marca (o que explica tantas empresas .com fazendo campanha na TV e nas ruas) e, mais importante, o customer lifetime value (CLV). Aquele que você conquista uma vez e ele se mantém fiel. E qual é a melhor forma de manter alguém fiel do que oferecer algum tipo de assinatura? Este é um modelo cada vez mais comum apresentando muito crescimento.

10. SHOPPING É O NOVO ENTRETENIMENTO?

Não dá pra dizer ainda, mas é a atividade que mais cresce no celular. Assim como a Amazon para os americanos, o Alibaba vai se tornando a mais importante plataforma da China, em todas as categorias. E agora começa ir além da China com o faturamento internacional crescendo a passos largos.

11. PUBLICIDADE MOBILE PUXA O CRESCIMENTO E AINDA VAI PUXAR MAIS

A publicidade no mobile influencia pesadamente no crescimento da publicidade online e ainda há espaço para crescer, na medida em que o investimento no meio ainda é menor que o tempo de uso.

12. TECNOLOGIA CADA VEZ MAIS VELOZ

Estes gráficos reforçam algo que a gente sabia: que a tecnologia é adotada cada vez mais rapidamente, ficando menor e mais barato. Mas é sempre interessante rever estes gráficos impressionantes.

13. OS ROBÔS VÃO ACABAR COM OS EMPREGOS – A HISTÓRIA SE REPETE

Muitas vezes nos últimos 200 anos nos vimos ameaçados pelo surgimento de novas tecnologias, mas a história mostra que sempre saímos do outro lado melhor do que antes. Será que agora vai ser diferente?

14. GIG-ECONOMY, OS ‘BICOS’ SÃO A NOVA FORMA DE TRABALHO?

A evolução da tecnologia permitiu a flexibilização das formas de trabalho e o surgimento de plataformas de demanda gigantescas. Será que os trabalhos flexíveis serão a nova norma?

15. A REVOLUÇÃO DO MOBILE + CLOUD

Em 2006 não tínhamos ainda visto o iPhone. De lá pra cá, o mundo mudou radicalmente, entre o incremento dos serviços de nuvem, coleta e otimização de dados Os gráficos mostram tudo.

16. O SUCESSO DA CUSTOMIZAÇÃO DE SERVIÇOS BASEADA EM DADOS

Os dispositivos móveis e dados disponíveis passam a permitir um nível de customização com resultados muito satisfatórios. Veja o aumento de pesquisas relacionadas ao ‘perto de mim’ em 2 anos no Google e o aumento do engajamento e descoberta de novos artistas no Spotify.

17. E A PRIVACIDADE DE DADOS?

Apesar de toda a discussão sobre privacidade, usuários demonstram interesse em compartilhar seus dados, desde que o benefício seja claro. Ao mesmo tempo, empresas passam a levar muito mais a sério a questão da privacidade.

18. CHINA, O GIGANTE ACORDA

Estados Unidos ainda dominam com as empresas de tecnologia mais valiosas do mundo, mas a China já tem 9 das 20 maiores empresas do mundo. E a julgar pelo número de estudantes e velocidade das demais mudanças, é muito provável que passem os EUA em pouco tempo.

Se você achou interessante o que leu aqui, sugiro ler também o relatório completo e ver o vídeo da apresentação da Mary Meeker do Code 18, o mais prestigioso congresso sobre digital da atualidade.

Deixe uma resposta